5 estágios da dor da morte ou o Modelo de Kübler-Ross

Bon Jovi – Bed Of Roses

De acordo com a psiquiatra suíça Elisabeth Kübler-Ross os cinco estágios vivenciados na experiência com a morte são:

Negação. Raiva. Barganha. Depressão. Aceitação.

Mas o incrível é que podem servir perfeitamente para outras situações cotidianas.

Virgínia num domingo pós-feriado de sexta:

Negação: “Eu não acredito que o feriado já acabou! Não é possível!”
Raiva: “Droga! Não deu pra fazer nada!”
Barganha: “Será que o dia hoje não podia passar bem devagar?”
Depressão:
“Não dá pra viver com um dia de apenas 24 horas, porque eu nunca consigo fazer nada. Todo mundo consegue, menos eu.”
Aceitação: “Ah…o ano tá acabando, logo as férias chegam… além disso tem outro feriado em duas semanas.”

Tente fazer um aí também 😉

 

Anúncios

13 comentários sobre “5 estágios da dor da morte ou o Modelo de Kübler-Ross

  1. Barão Cadu Salvador segunda-feira, 2 agosto 2010 / 23:13 pm

    Eu criei os cinco estágios Pé na Bunda

    Negação: Não!!! Não, você não pode me abandonar… Não sei viver sem você!!! Não acredito que esteja fazendo isso comigo

    Raiva: FDP, vai me deixar mesmo??? Te odeio por me fazer sofrer!!!

    Barganha: se você me der mais uma chance, eu juro que não errarei, ou se não errei, e se o problema é com você, eu te ajudo a superar, mas volta pra mim

    Depressão: putz… to down… to de bode… dor de cotovelo… por que isso??? Onde foi qu eu errei???

    Aceitação: Tá bom!!! Não quer??? Tem quem quer… E hoje sou eu quem não quer mais você

    Abraços

    Barão Cadu Salvador

  2. theglimpse terça-feira, 3 agosto 2010 / 11:14 am

    Sensacional! Pé na bunda é difícil mas todo mundo passa por isso 😉

    Gostei bastante =)

  3. DÉBORA sábado, 8 janeiro 2011 / 13:09 pm

    Muito interssante. Os 5 estágios podem ser aplicados em qualquer situação da vida cotidiana…incrível..é só pensar um pouco e podemos percebê-los.

  4. DÉBORA sábado, 8 janeiro 2011 / 13:11 pm

    Adorei o modelo “Pé na bunda!”
    ….Seria cômico se não fosse trágico, seria trágico se não fosse cômico!!!!!!!!
    kkkk

  5. Eduardo Borges domingo, 10 julho 2011 / 0:01 am

    Eu criei um sobre minha prova de Geometria Analitica, em que 48 de 60 alunos tiraram zero. Isso na faculdade.

    Negação: Eu não acredito que eu fui mal na prova, tem algo errado!

    Raiva: Aquele professor é um b****, ele nem sabe explicar direito, fala tudo errado.

    Barganha: Será que não tem como ele me dar uns pontinhos no visto de prova?

    Depressão: Não é possível! Eu vou ficar de DP, eu não vou conseguir passar, meu pai vai ficar bravo, vou largar o curso mesmo.

    Aceitação: Quer saber!? Não tem problema, eu tenho 8 anos pra me formar, ano que vem eu consigo.

  6. theglimpse domingo, 10 julho 2011 / 20:05 pm

    Uau! Quanta gente tirou zero! o.O Vai ter muita gente de prova final =/

    A fase de aceitação é quase aquele “Jogo do Contente” da Pollyana: tentar ver sempre o lado positivo das coisas…8 anos passam rápido 😉

  7. ANDREA CLAUDIA DE SOUZA quinta-feira, 22 março 2012 / 19:04 pm

    Eu tenho Artrite Realmatoide e Sindrome de Sjogren.

    Quando descobri estudei diversas possibilidades de estar mesmo com estas sindrome, eu chamo esse periodo de NEGAÇÃO.

    Quando fiquei sem exergar por varios dias ate o oftamologista comprovar eu disse, poxa eu só tenho 37 anos. Não é possivel ! Meu corpo estava doendo tanto que pensei que ia morrer ai comecei a tomar cortizona e engordei 14 kg em uma semana. Fiquei com raiva e pedi as contas no trabalho. A dor era tanta que me revoltei dizendo como pode eu fiz tanto exames, cuidei de mim estes 20 anos. Chamo esse periodo de RAIVA

    O médico passou para mim um remedio chamado Beta 30 eu tinha febre a noite, chorava e pedia ” Meu Deus, meu Deus me cura” Chamo este periodo de BARGANHA

    Bom o remedio não funcionou e eu não só sentia dor como não podia mais me alimentar e estava com os rins, estomago,vista,narina,boca dentes e esofago comprometido. Foi então que comecei a tomar um remedio chamado Metrotexate,uma espece de produto de quimio. Mas não uma quimio agressiva, mas eu fiquei muito fraca e deprimida ai a sindrome do pânico, tomou conta de mim. Tinha medo ate de alguem tocar em mim e pegar outra doença. “Chamo este periodo de DEPRESSÃO.

    Sabe aquela frase que fala mais ou menos assim: ” Não à nada que eu possa fazer para mudar a minha lamentavel situação.” Fui ao médico e disse a ele o que podemos fazer, continuar o tratamento. Ele estava comentando que ja havia perdido duas paciente por lupus, e eu ali deprimida. Pensei vou lutar e fazer tudo direitinho e então comecei deletando tudop de ruim na minha vida,contas,consumo bobos,pessoas crueis e fui me aproximando mais de pessoas alegre, fazendo coisas melhores. Neste meio tempo minha mão perdeu a força e perdi uns dentes. Falei chega é resignação. Comecei a mudar e mudando tudo ao meu redor. “Chamo este periodo de ACEITAÇÃO”

    Hoje eu tenho quarenta anos e digo passei o pão que o diabo amassou, a aceitação é pediodo mais brando da doença e eu me sinto bem, feliz e firme. Mesmo porque eu não tenho outra opção. A doença é auto imune, não ha remissão. Não vou ficar de braços cruzados esperando a morte.Não mesmo!

    • Isabel Cristina Azevedo quinta-feira, 8 novembro 2012 / 13:18 pm

      uau… siga firme mesmo… não espere, aproveite a sua vida, ame as pessoas que te amam, não gaste seu tempo com raiva, rancor ou ódio… esses sentimentos exigem o dobro de desgaste emocional que a paz, o amor e a felicidade exige…
      sirva a Deus, busque-o acima de tudo… Continue tendo essa mesma coragem que teve ao escrever este comentário…
      Te desejo mais do que o melhor!!!

      Isabel Azevedo

  8. jean quinta-feira, 10 maio 2012 / 20:42 pm

    Cara Andreia Claudia de Souza.
    Voce é maravilhosa, se expor desta forma. Voce nao sabe o quanto me ajudou, te desejo tudo de bom. Obrigado, obrigado, obrigado.
    Jean Michel Akermann

  9. Isabel Cristina Azevedo quinta-feira, 8 novembro 2012 / 13:18 pm

    uau… siga firme mesmo… não espere, aproveite a sua vida, ame as pessoas que te amam, não gaste seu tempo com raiva, rancor ou ódio… esses sentimentos exigem o dobro de desgaste emocional que a paz, o amor e a felicidade exige…
    sirva a Deus, busque-o acima de tudo… Continue tendo essa mesma coragem que teve ao escrever este comentário…
    Te desejo mais do que o melhor!!!

    Isabel Azevedo

  10. kelly oliveira quarta-feira, 3 julho 2013 / 23:20 pm

    Estou chocada com o depoimento de Andrea com Lupus, uma verdadeira lição de vida pra muitos, parabéns!!!

    Sim, e a criatividade do pessoal foi ótima e era bem o que eu estava querendo ler, pois pretendo fazer meu TCC sobre esse tema “fases da morte”…
    É isso!!!

  11. Renato Faria sexta-feira, 29 novembro 2013 / 10:50 am

    Que ÓTIMO! Sou professor universitário no curso de Psicologia. Vou ter que copiar os TRÊS exemplos daqui e postar para os meus alunos de hospitalar… Sensacional. Muito obrigado pela contribuição… muito divertido.

    • theglimpse domingo, 1 dezembro 2013 / 8:03 am

      Aposto que seus alunos também farão ótimos exemplos dos 5 estágios. Disponha! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s